Agtechs têm muito a ensinar às empresas tradicionais do agro, diz executivo

"As agtechs têm muito a ensinar às empresas tradicionais do agronegócio, tanto em termos operacionais quanto com valores como mudança, velocidade, criatividade, inovação e, é claro, sustentabilidade."


Essa é a opinião de Celso Casale, presidente do Conselho Consultivo da Casale Equipamentos, empresa líder no segmento de máquinas para alimentação de bovinos confinados e semiconfinados, em artigo publicado na Gazeta do Povo.


Para o profissional, o mercado brasileiro já está se movimentando bastante na busca por aportes de dinheiro em agtechs que tenham projetos inovadores. E o interesse por essas soluções parte também da indústria de máquinas e equipamentos, na qual ele atua.


"São as agtechs que já estão determinando a velocidade de implantação de tecnologia e automação no setor", comenta. Entre as soluções em destaque, estão principalmente softwares de gestão da produção, biotecnologia, robotização e marketplace.


"O futuro é hoje e é mandatório estar de olho para captar o que aqueles que estão pensando 'fora da caixa' podem nos ensinar e, assim, trazer novidades para o negócio, atualizando e solidificando sua força no mercado", complementa Casale.



Crédito: Pixabay.


Fonte: https://www.gazetadopovo.com.br/vozes/gazzconecta-colab/como-empresas-tradicionais-agronegocio-inovacoes-trazidas-agtechs/

36 visualizações0 comentário