BRDE abre inscrições para a segunda edição do programa de aceleração de startups

São nove empresas da indústria paranaense que buscam de startups soluções inovadoras para seus negócios



Sempre voltado às necessidades do setor produtivo, o Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE) tem como um de seus objetivos estratégicos a promoção do ecossistema de inovação da Região Sul. Por isso, o banco lançou a segunda edição do BRDE Labs, um programa que tem o objetivo de capacitar e acelerar o desenvolvimento do estado do Paraná aproximando as startups do Governo, Universidade, Indústrias e o BRDE. O programa é uma parceria entre o banco, a Hotmilk, aceleradora da Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR), e a Amcham Brasil.


Com nove empresas da indústria paranaense participantes, o programa mapeia 37 desafios que essas empresas enfrentam hoje em seus processos. Após, serão selecionadas 10 startups que apresentem soluções viáveis para os desafios mapeados, afim de inovar e solucionar processos industriais. As empresas paranaenses participantes neste ano são: Agraria, Agrocete, Angelus, DoceDocê, Enaex, Furukawa Eletric, Ibema, Leclair e Vetore.


Com o sucesso do programa em 2020, a expectativa é que o BRDE Labs continue gerando resultados para as indústrias paranaenses este ano. “Nós temos muito orgulho em desenvolver um programa tão inovador quanto esse, que atua diretamente em soluções reais para a indústria paranaense, tornando-a cada vez maior e mais independente”, afirma o Diretor Administrativo do BRDE, Luiz Carlos Borges da Silveira.


Na inauguração do evento, feita de forma online pelo canal do banco no YouTube, também participaram o reitor da PUCPR, Waldomiro Gremski, e o vice-governador do Estado do Paraná, Darci Piana. No evento, Gremski demonstrou a importância de criar um programa voltado à indústria. “Nós sabemos que a indústria é fundamental para o desenvolvimento de um país. E, para ser pujante, é preciso caminhar junto à evolução tecnológica. Por isso, para a Hotmilk é uma honra e também um desafio traçar esse caminho ao lado do BRDE”, conclui o reitor.


Cativado pelos resultados obtidos pelo programa em 2020, o vice-governador também vê o programa como um passo gigante para a indústria paranaense. “Nós queremos uma indústria inovadora porque merecemos e queremos estar competindo com o mercado internacional. O BRDE Labs mostra que estamos no caminho certo e que isso é possível”, finalizou Piana.


Próximas etapas do programa

Agora, as startups interessadas em participar e apresentar soluções para os 37 desafios mapeados pelo programa precisam se inscrever no site www.brdelabs.com.br/. As soluções passarão por três processos de seleção, restando as 10 vencedoras que vão desenvolver seus projetos junto às empresas. Também teremos uma série de Lives durante o ano com foco em Inovação na indústria, as informações serão disponibilizadas nas redes sociais do Banco e transmitidas no Canal do Youtube do BRDE.


As inscrições vão até o dia 31 de julho.


Fonte: BRDE

45 visualizações0 comentário