• karennunesjornalis

Fazenda Futuro recebe novo aporte e é avaliada em R$ 715 milhões



Foodtech que faz produtos de base vegetal que substituem carne vai usar os R$ 115 milhões para expandir sua linha de produtos


  • A empresa, que começou a exportar para a Europa no ano passado, vende seus produtos em supermercados de grupos como GPA, Carrefour e Makro;


  • Os produtos da Fazenda Futuro são feitos com a proteína da ervilha, a proteína isolada de soja e de grão de bico, além de beterraba (que é o que dá a cor semelhante a da carne de verdade).

Pouco mais de um mês após receber seu primeiro aporte externo, de US$ 8,5 milhões, a foodtech brasileira Fazenda Futuro recebeu mais um, de R$ 115 milhões. A rodada liderada pelos fundos BTG Pactual, Turim MFO, ENFINI Investments avaliou a empresa em R$ 715 milhões. Investidores da primeira rodada, como Monashees e Go4it Capital, também participaram desse segundo aporte.


A startup que faz produtos de base vegetal que substituem carnes em geral, como hambúrgueres, almôndegas e linguiças, vai usar os R$ 115 milhões para expandir sua linha de produtos.

A empresa, que começou a exportar para a Europa no fim do ano passado, vende seus produtos em supermercados de grupos como GPA, Carrefour e Makro. No Brasil, a empresa disse à Reuters que tem cerca de 2.000 pontos de vendas no país, com presença maior nas Regiões Sul e Sudeste, além de Brasília e Salvador.


Os produtos da Fazenda Futuro são feitos com a proteína da ervilha, a proteína isolada de soja e de grão de bico, além de beterraba (que é o que dá a cor semelhante a da carne de verdade). Em março deste ano, lançou uma linguiça à base de plantas que imita a carne de porco.


Segundo informações do jornal O Estado de S.Paulo e da revista Exame, o próximo passo da Fazenda Futuro é chegar aos Estados Unidos.


Fonte: LABS

Foto: Divulgação/LABS

36 visualizações
h110-0419.jpg

PATROCÍNIO 

1200px-Husqvarna_logo.svg.png