• karennunesjornalis

O futuro dos produtos verdes na indústria do agronegócio

Inovação da startup Mush reaproveita resíduos da agroindústria para uma produção e consumo mais consciente


Foto: Divulgação

Um dos maiores desafios do agronegócio hoje é trabalhar a gestão de resíduos proveniente da produção de alimentos e matérias primas.

Dados revelam que a cada tonelada de grão produzido, são geradas duas toneladas de resíduos sólidos, que acabam sendo em alguns casos, subaproveitados. Uma das formas de trabalhar com esses insumos gerados pela agroindústria é através da inovação, como é o caso da startup Mush. Quem conta os detalhes é o empresário Leandro Inagaki Oshiro. “Na Mush, nós desenvolvemos uma biotecnologia que aproveitar esses resíduos do campo e da agroindústria na produção de um material inovador que substitui materiais de origem não-renovável", explica. Ao trabalhar com resíduos vegetais como (talos, cascas, palhas, bagaços, sabugos) a startup consegue atender a demanda de diversos mercados agregando em bioeconomia circular e a sustentabilidade. “Dessa forma conseguimos questionar o conceito de resíduo, agregando valor à cadeia do agronegócio e contribuindo para a construção de um modelo de produção e consumo mais responsável. Isso acreditamos que vai transformar o Agro como conhecemos hoje", finaliza. Entre os resultados gerados estão a economia de recursos hídricos, melhor aproveitamento da matéria-renovável, possibilidade de substituir produtos de origem fóssil, além do combate ao aquecimento global. Elementos essenciais para a exploração racional e a qualidade de vida das pessoas.


Representantes da startup Mush

Representantes da Mush — Foto: Foto: RPC/ Priscilla Fiedler



Fonte: GShow | Globo.com

32 visualizações0 comentário
h110-0419.jpg

PATROCÍNIO 

1200px-Husqvarna_logo.svg.png