Rabobank lança programa que busca soluções de startups para desafio da alimentação

Atualizado: Mai 18

O programa tem como objetivo desenvolver os negócios das organizações por meio de mentorias, conexões com investidores e visibilidade global


O Rabobank, banco de atuação global especializado em soluções financeiras e estratégicas para o agronegócio, anuncia a abertura das inscrições para o programa Pitch 2021 da FoodBytes!, plataforma de inovação alimentar e agrícola do banco. Com o objetivo de impulsionar a implementação de soluções que respondam aos desafios do sistema alimentar, a organização está em busca de startups inovadoras de agtech, foodtech e consumo de alimentos e bebidas de todo o mundo — os interessados já podem se inscrever para a pré-seleção no site da plataforma, até o dia 16 de maio. Os inscritos irão concorrer a 45 vagas no total, sendo 15 para cada setor (agtech, foodtech e consumo de alimentos e bebidas). Para os selecionados, haverá um programa de mentoria de negócios, incluindo temas como: impacto dos negócios por meio de sessões de orientação personalizadas, conexões com empresas e investidores, refinamento de propostas e reconhecimento da indústria.

Em um segundo momento, 15 empresas serão escolhidas para se apresentarem na competição pública de projetos que será transmitida globalmente, ao vivo, no dia 10 de novembro. Ao final do programa, uma startup de cada setor será premiada.

O perfil dos candidatos

De acordo com Anne Greven, Chefe de Inovação de F&A do Rabobank, para a edição de 2021 "o Rabobank está procurando startups pelo mundo que tenham modelos de negócios variados, tração comercial comprovada, uma equipe robusta e diversificada e uma mentalidade colaborativa intersetorial com potencial para impulsionar mudanças significativas e sustentáveis em toda a cadeia de valor alimentar”. O objetivo é encontrar startups inovadoras, que estejam trabalhando em produtos ou tecnologias voltados para a cadeia alimentar e o agronegócio, além de terem um mercado comprovado e adequado às seguintes áreas:

Cadeias de suprimentos sustentáveis: Blockchain; Rastreabilidade e gestão de gado; Eficiência de ração animal; Automação de processamento de carne; Upcycling de subprodutos; Processamento de commodities; Extensão de vida na prateleira; Processamento de alimentos limpos.

Melhor gerenciamento de recursos: Sequestro e redução de carbono; Irrigação de precisão; Mitigação de perda de alimentos; Embalagens sustentáveis; Robótica de manufatura; Automação agrícola; Biotecnologia agrícola; Agricultura e IA de precisão; Agricultura interna.

Próxima fronteira da nutrição: Ingredientes funcionais (ou seja, envelhecimento, clareza mental, desempenho, imunidade); Biotecnologia/Fermentação alimentar; Agricultura celular; Alternativas de grãos e açúcar; Simplificação de preparação de refeições; Nutrição personalizada; Vestíveis de consumo; Coleta de dados.


Fonte: Notícias Agrícolas

25 visualizações0 comentário