Sensor Green vence desafio promovido por Banrisul e HackatAgro sobre manejo sustentável do solo

O grupo "Sensor Green" foi o grande vencedor do desafio promovido pelo Banrisul e realizado pelo HackatAgro – movimento em benefício da digitalização do agronegócio brasileiro. A maratona de inovação teve o objetivo de buscar soluções tecnológicas para promover o manejo sustentável do solo e possibilitar maiores ganhos e diferenciais para os produtores rurais. A premiação para as startups vencedoras, cujo resultado foi anunciado em 13 de junho, é de R$ 20 mil.


"A proposta apresentada pelos quatro jovens foi eleita a melhor, entre 35 ideias submetidas por 145 participantes, por uma banca de especialistas", conta Alberto Meneghetti, CEO da Neodigital, empresa realizadora do HackatAgro. "Esta edição foi um sucesso e o processo de escolha foi bastante disputado, já que, felizmente, todos as soluções foram elaboradas com alta qualidade", complementa. O hackathon aconteceu entre 3 e 5 de junho.


Campeã do desafio, a equipe Sensor Green propôs o emprego de sensores para escanear as amostras do solo e processar os dados por meio de algoritmos de aprendizagem de máquina, para gerar informação de forma rápida, com automatização e por uma fração do custo atual. O grupo analisa que há um aumento na demanda por análises do tipo, para melhor uso dos insumos, até em razão da crise mundial de fertilizantes, e da pressão por uma produção mais eficiente de alimentos.


"Nossa proposta é fortalecer as atividades dos Laboratórios de Análises de Solo, oferecendo a eles a possibilidade de substituir hardware (análises analógicas convencionais) por software em um modelo de Laboratórios Híbridos de Solos, integrando a análise de química com nossa técnica baseada em sensores", afirmam os empreendedores.


O segundo lugar foi conquistado pelo time "Smart Soil Solutions". A equipe desenvolveu uma solução para monitoramento do solo que conta com captura de dados por sensores, e aplicativo de suporte na coleta e envio de dados para uma boa gestão, aumento na produtividade e controle do plantio.


O terceiro lugar ficou com a equipe "IFarm", que propôs o desenvolvimento de um "Dispositivo IoT" (internet das coisas, na sigla em inglês) com sensor de umidade do solo e tecnologia sem fio de longa distância e um dashboard, um painel de controle, para auxiliar as empresas de consultoria de irrigação a planejar a gestão da irrigação de seus clientes. A solução monitora à distância e em tempo real o nível de umidade do solo, promovendo o uso inteligente da água.


"Esta certamente foi a maior edição da história do HackatAgro, que existe há quatro anos. O desafio realizado em parceria com o Banrisul contabilizou 270 empreendedores inscritos, com média de 20 anos de idade, e 95 mentores que auxiliaram na elaboração das soluções. Foram mais de 50 horas de trabalho, que resultaram nos 35 projetos apresentados conforme o regulamento", salienta Donário Lopes de Almeida, idealizador do HackatAgro.


De acordo com o presidente do Banrisul, Cláudio Coutinho, a instituição tem grande satisfação em participar do Hackatagro, evento que promove a inovação por meio do trabalho colaborativo, discussões de alto nível e troca de experiências. “Conectar a comunidade por meio do Desafio Banrisul dialoga com o novo posicionamento do Banco no mercado, com nosso rebranding, que reforça as áreas estratégicas de inovação e de agronegócio. Estamos em constante movimento e em ritmo acelerado de transformação nesse sentido, incentivando a busca por soluções por meio de ideias inovadoras”, frisou.


192 visualizações0 comentário